8 dicas áreas para economizar na viagem para a Europa

Está pensando em ir para a Europa? No artigo de hoje a gente vai falar como você pode economizar antes e durante essa viagem. Acredito que a passagem aérea consuma grande parte de um orçamento quando você começa a planejar uma viagem de férias.

Espero que as dicas possam te ajudar a manter seu orçamento em dia e te faça economizar algumas notinhas…Vamos lá?

Passagens

A maioria das pessoas começa o planejamento da sua viagem a partir da compra das passagens. Elas aproveitam as promoções que aparecem na internet para realizar o seu sonho de conhecer a Europa. Então, aqui vai a primeira dica: se planeje.

Faça o seu roteiro antes da compra das passagens e veja que países ou cidades você quer que façam parte dele. Muitas vezes as promoções vão te obrigar a entrar e sair da Europa pelo mesmo país.

E aí, o custo de voltar aonde tudo começou pode anular o desconto que você teve ou até tornar a sua viagem mais cara.

Outra coisa, na pesquisa dos preços das passagens seja flexível com as datas. Geralmente, as passagens aéreas são mais baratas nas terças, quartas e sábados e nos voos que acontecem durante a madrugada. Pesquise em vários buscadores de passagens como Submarino Viagens, Momondo, Skyscanner e tantos outros. E também nas companhias aéreas.

Veja qual te oferece a melhor relação custo-benefício na hora de comprar a sua passagem. Por último, mas não menos importante: não exagere na antecedência da compra das passagens.

Eu sei que bate aquela ansiedade mas vale lei da oferta e da procura. Quando você compra com muita antecedência, as companhias aéreas ainda não estão com tanta urgência para preencher as aeronaves e vão querer maximizar os lucros.

Para a baixa temporada, por exemplo, se você esperar de dois a três meses antes da data da partida vai observar uma queda nos preços das passagens porque agora as companhias querem seus aviões e portanto vão baixar os preços.

Seguro viagem

Aqui tem outro item onde você pode economizar nas férias. Comprando as suas passagens ou pagando as suas diárias com alguns cartões, tipo um Amex, um Visa ou um Master Platinum da vida, eles te oferecem gratuitamente o benefício do seguro viagem.

Só você dar uma ligadinha para a sua operadora e ver se você tem direito a esse benefício. E tendo mais de um cartão, veja qual te oferece a melhor cobertura.

Hospedagem

Nem só de hotéis se vive nas férias. Hoje você pode alugar apartamentos de mundo afora. Ao invés de pagar 100 euros ou mais em uma diária por que não pagar metade disso em um apartamento bacana e de temporada? Só você digitar no Google “vacation rentals” e o destino que você desejar.

Você vai ver um bando de opções de imobiliárias fazendo esse serviço para você. Só se informe sobre as taxas que cada imobiliária cobra e se ligue nas comodidades que cada apartamento vai te oferecer tipo, wifi e elevador.

Meios de transporte

Não caia na cilada do passe de turista. Geralmente, passe de turista tem preço para turista. Veja como funcionam os meios de transporte para onde você vai e quais são os mais eficientes. Se locomova por lá como quem mora por lá.

Na Europa, os trens e os metrôs funcionam super bem e são mais rápidos que os ônibus. Você pode muito bem utilizar esses aí.

Falando em trem e metrô, procure saber sobre os cartões de transporte e os descontos na compra de tíquetes em quantidade. Em Paris e Madri, por exemplo, quem compra os carnês de 10 viagens tem desconto.

Em Londres, quem compra usando o Oyster card também consegue desconto. No final, você ainda pode devolver o cartão e recuperar a grana que investiu nele. Se informe sobre o seu destino.

Para andar entre os países, nem sempre o trem vai ser a melhor opção. Fique de olho nas promoções das companhias aéreas low cost.

Muitas vezes acontecem umas promoções deles por 1 euro o trecho. Os trens também fazem as suas promoções. A boa é você se inscrever nas newsletters, tanto das companhias aéreas low cost como nas de trem, e receber as novidades por e-mail.

E não esqueça: viaje leve. Além de complicar menos na hora de carregar as bagagens, muitas malas podem acrescentar custos quando você vai viajar por uma companhia aérea low-cost.

Vale a pena conferir o que pode levar na bagagem de mão.

Passeios

Na Europa, o povo dá muito valor à História. Então, você vai achar muitos museus bacanas e gratuitos. Priorize esses nos seus roteiros e guarde dinheiro para o que realmente te interessa fazer ou ir.

Nada de fazer qualquer coisa porque alguém, que não é você, achou interessante, faça o que é essencial, mas para você. Evite a alta temporada nos países para onde você vai.

Viajar para a Europa no verão é concorrer com os próprios europeus pelas atrações, já é a época de férias escolares por lá, então, prefira ir durante a primavera ou o outono.

As temperaturas vão ser bem mais agradáveis e a concorrência vai ser menor! E de novo,planeje-se.

Programe seus gastos, saiba com antecedência os custos e que descontos você pode conseguir em cada lugar. Outra coisa bacana é ver se para onde você está indo tem passes de museus.

Muitas cidades grandes vão ter passes que costumam atender a maioria das atrações, isso aí é uma boa para conseguir descontos naquelas que te interessam.

Alimentação

Saia da área de turistas e explore os cantinhos onde a galera que mora lá come. Além disso, considere de fazer visitinhas aos mercados locais, também é um jeito de conhecer a cultura e ainda comprar comida a preços muito mais baratos.

E falando isso, uma boa opção é fazer piqueniques nos parques ou nas praças. Isso aí é um hábito dos próprios europeus durante a primavera e o verão.

E, por fim, tenha uma meta fixa de gastos com alimentação. Se os gastos foram maiores em um dia procure opções mais baratas para economizar no dia seguinte.

Só não esqueça de guardar um dinheirinho a mais para aquele jantar de despedida maravilhoso que vai deixar sua viagem aquele gostinho de quero mais!

Compras

Eu sei, eu sei muita gente sai com aquela vontade de fazer compras lá fora, mas compre o essencial. Já saia do país com a sua listinha de necessidades gastar com o que você não vai usar não é economizar, e na sua listinha inclua os preços do que você quer no país onde você mora.

Assim, você vai ter uma noção melhor de quando a compra está valendo a pena.

Pra terminar, se informe sobre o détaxe. Muitos países mundo afora oferecem a devolução das taxas pagas em produtos pelo pessoal que não mora por lá. Muitos países, inclusive da União Europeia, estão nesse grupo.

Se informe sobre as regras para cada país e veja se a loja onde você está comprando participa disso. Bom, pessoal, essas foram as dicas de hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *